Câmara Municipal marca audiência pública para debater mudanças nas unidades de saúde de Presidente Prudente
03/05/2018 - 10h50 em Novidades

A audiência pública para discutir a reestruturação da rede municipal de saúde, com foco voltado aos Prontos Atendimentos (PAs) do Jardim Santana e da Cohab, popularmente conhecido como Cohabão, em Presidente Prudente, deve ser realizada na próxima quarta-feira (9) pela Câmara Municipal. A sessão foi marcada após debate e aprovação de requerimento de autoria do vereador Demerson Dias (PSD).

A audiência está prevista para a próxima quarta-feira, dia 9 de maio de 2018, a partir das 19h30, no Plenário da Câmara Municipal, conforme havia sido proposto no requerimento apreciado durante a sessão ordinária desta quarta-feira (2). As audiências são públicas e os munícipes ou entidades que desejarem poderão fazer uso da palavra com a devida inscrição. O encontro também será transmitido ao vivo pela internet.

Conforme o texto, o objetivo é discutir a reestruturação da rede municipal de saúde, com foco voltado aos Pas, que devem ter seus horários de atendimento reduzidos, e da rede de saúde municipal, seus serviços prestados e outros aspectos de interesse geral da comunidade local.

Após a aprovação do requerimento, o vereador William Leite (PPS), anunciou uma informação que teria acabado de receber, de que os Prontos Atendimentos do Jardim Santana e do Cohabão “não serão mais fechados após as 22h”. Porém, sem ainda dar mais detalhes.

Já no requerimento aprovado, Demerson Dias lembrou que na última sessão, no dia 23 de abril, foram aprovados dois requerimentos sobre o assunto, em caráter de urgência. O primeiro aponta que a 17ª Legislatura é contrária a estas mudanças propostas nos PAs do Jardim Santana e do Cohabão. Já o segundo pede a antecipação da inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Guanabara, na zona norte da cidade.

Na reunião, realizada no dia 24 de abril, foi mantida a posição do Governo Municipal de modificar o atendimento das unidades. Assim, conforme o Poder Executivo, os PAs do Santana e o Cohabão atenderão das 7h às 17h, como Unidade Básica de Saúde (UBS), e das 19h às 22h enquanto Pronto Atendimento, como um horário estendido. Esta mudança deve ocorrer já a partir de 26 de maio de 2018, quando será inaugurada a UPA do Jardim Guanabara.

Assinaturas

 

A Sessão Ordinária desta quarta-feira (2) também foi marcada pelo recebimento de cerca de quatro mil assinaturas de munícipes de Presidente Prudente que se declararam contrários às mudanças de horários de atendimentos dos PAs do Jardim Santana e do Cohabão, anunciados recentemente pela Secretaria Municipal de Saúde.

O documento pede informações ao Poder Executivo sobre a quantidade de imóveis alugados pelo município, além de suas finalidades; datas de início, término e valores dos contratos; e, ainda, o motivo de prédios públicos estarem desativados.

“Meu requerimento tem o objetivo de demonstrar, por meio de números reais, que é possível fazer economia no município. Cortar gastos em vários setores. Na saúde não! Na saúde temos que ampliar os valores de investimentos. Já disse aqui uma vez e volto a repetir: porta de saúde não se fecha; unidade de saúde se abre”, ressaltou Anderson Silva (PSB) em sua fala.

Durante o uso da palavra do vereador Anderson Silva, foi permitido que o padre João Pereira adentrasse ao Plenário para entregar um ofício e o abaixo-assinado ao parlamentar.O texto do ofício faz “um apelo desesperado” ao prefeito Nelson Roberto Bugalho (PTB), para “que não sejam alterados” os horários de atendimentos dos Prontos Atendimentos do Jardim Santana e da Cohab. “Essa redução de atendimento trará problemas graves para a população carente que reside nestas duas regiões (leste e oeste) da nossa cidade, considerando que a saúde é uma necessidade primária do ser humano e que muitas vezes, é urgente a emergência”, pontua o ofício lido em Sessão Ordinária.

Além deste documento, os vereadores da 17ª Legislatura também receberam durante a Sessão Ordinária dessa segunda-feira um grupo com representantes do Conselho Municipal de Saúde (CMS) de Presidente Prudente.

 
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!